Resumo semanal de Abismo de Paixão  – SBT – 17:15

abismo de paixão

  • Sujeito a alteração, de acordo com a edição

Acontece no capítulo 16, segunda-feira, 18 de abril

Damião se desculpa com Elisa por tê-la feito acreditar que não a havia reconhecido. Ele diz que se enganou, mas jamais poderia esquecê-la. Ele ainda diz que ela está ainda mais bonita do que ele imaginava e a convida para passear pela praça. Carmen continua se justificando com Augusto. Augusto diz que não quer seus parentes de conversa com a família ou os amigos de Almerinda. Carmen pede que ele diga isso a Elisa, pois neste exato momento ela e Damião estão passeando pela praça. Carmen fala mal de Elisa diante de Dolores, que a defende dizendo que Elisa é uma mulher sensata e solteira, que não fica se encontrando com homens em lugares escondidos. Carmen, furiosa, diz a Dolores que ela não tem direito de se meter em sua vida, muito menos julgá-la. Dolores responde que Carmen precisa entender que Elisa não tem culpa que ela seja uma mulher amargurada. Damião esclarece a Elisa que quando chegou ficou distante porque acreditou que todos já o haviam esquecido. Ela responde que ela e Gael pensaram o mesmo quanto a eles, pois eles sempre o enviavam cartas e ele nunca as respondeu. Damião revela que nunca recebeu nada. Gael reclama, com ciúmes, por Elisa estar demonstrando tanto interesse por Damião. Elisa diz a Gael que ele não tem nenhum direito de dizer lhe com quem ela deve falar ou sair. Augusto proíbe Elisa de voltar a sair com Damião. Almerinda furiosa esbofeteia Elisa, e a diz que isso é para que entenda que não a quer ver nem perto de seu filho, quanto mais falando e saindo com ele. Elisa devolve a bofetada e diz a Almerinda que isso é para que ela aprenda a respeitá-la, pois já não é aquela criança que um dia ela agrediu. O Padre Lupe sorri quando Elisa conta que Almerinda a esbofeteou, mas ela devolveu a bofetada. Damião procura Elisa e ela, com receio, o diz que seria melhor não se verem mais, pois assim evitariam problemas. Ramiro pretende tirar Lucio da processadora. Ao  vê-lo, começa a expulsá-lo aos empurrões. Ele se surpreende quando chega Damião e o adverte que, se fazer algo a Lucio, poderá se despedir no mesmo momento de sua processadora.

Acontece no capítulo 17, terça-feira, 19 de abril

Florência chega com tudo e entristece Elisa. Elisa diz a Dolores que Damião a havia dito que estava completamente apaixonado por uma amiga de infância, e ela erroneamente tinha acreditado ser ela, mais na verdade era Florência, com quem ele tinha amizade quando ia a capital. Almerinda diz a Florência que fará uma grande festa para anunciar o compromisso entre ela e seu filho. Carmen tenta seduzir Augusto e ele a rejeita. Carmen o diz que ele irá se arrepender. Damião não consegue esconder a antipatia que sentiu pelo tio de Florência, ainda mais quando este tece um comentário dizendo que as garotas do povoado são muito oferecidas. Damião imediatamente diz que na verdade as garotas do povoado são tão ou mais reservadas que as da capital. Damião procura Elisa para que ela o explique porque foi embora de sua casa sem se despedir. Elisa o responde que se retirou por não querer ser inoportuna. Augusto vai ver Damião e o adverte que não quer mais que ele procure por Elisa, pois do contrário, irá se arrepender. Elisa diz a seu pai que não precisava ser grosseiro com Damião, pois assim ele está se portando como Almerinda. Augusto insiste dizendo que se ela voltar a ver Damião, tomará medidas rígidas das quais não vai gostar. Ramiro conta a Almerinda sua versão do incidente que teve com Lucio, o qual Damião saiu em defesa do senhor. Almerinda diz que Damião é um Arango, e tem todo o direito de ser a cabeça da processadora. Gael e Elisa andam a cavalo e se encontram com Florência e Damião, que estão caminhando. Damião pede que os leve até o povoado e diz a Gael que leve Florência, pois ele irá com Elisa. Gael não concorda e propõe que Florência vá com Elisa, e ele com o próprio Damião. Carmen vai queixar se com Edmundo que sua vida ao lado de Augusto é um inferno, que ele a maltrata sempre e sem nenhum motivo. Edmundo e Carmen se beijam.

Acontece no capítulo 18, quarta-feira, 20 de abril

Edmundo e Carmen se beijam. Ela se finge arrependida e sai correndo. Florência diz a Almerinda que a caminhonete em que vinha com Damião quebrou, então eles vieram com Elisa e Gael a cavalo. Augusto recrimina Gael por não estar fazendo corretamente seu trabalho. Gael responde que está fazendo o que pode para ajudá-lo a não afundar ainda mais. Gael diz que ele precisa deixar de lado o orgulho e aceitar cultivar as terras de Elisa. Eles discutem e Augusto diz a Gael que se ele não está satisfeito deve procurar outro trabalho. Gael responde que levará em consideração essas palavras. Florência pede a Sabrina que a conte sobre os amigos de Damião, principalmente sobre Elisa. Sabrina conta tudo, inclusive que Elisa e Damião eram “namorados” e chegaram até a fugirem juntos na infância. Damião ouve a conversa e pede a Sabrina que respeite Elisa. Ele diz que eles nunca foram namorados, até porque eram apenas crianças, e só fugiram juntos porque tinham problemas com suas respectivas famílias. Paulo diz a Elisa que, custe o que custar, ela ainda será dele. Elisa, assustada, diz que nem sabe quem ele é, mas que certamente está louco. Paulo então se desculpa e se apresenta a ela. Elisa responde que não a interessa quem ele é, apenas quer que a deixe em paz. Elisa diz a Ramona que Paulo acreditava que com umas poucas palavras bonitas a teria nas mãos. Ramona responde que a culpa é dela, por ser tão linda como sua mãe. Elisa pergunta se é por isso que falam tão mal de sua mãe. Ramona responde que ela não é culpada de nada do que falam, mas cedo ou tarde a verdade virá à tona. Damião convida Gael a sua festa de compromisso com Florência e diz que não entende porque ele o trata tão mal, já que cresceram juntos e eram os melhores amigos. Gael agradece o convite, mas diz a Damião que a Almerinda não agradaria sua presença. Gael fala das cartas nunca respondidas e Damião garante que nunca as recebeu. Eles então se abraçam com carinho. Augusto expulsa Elisa de sua casa. Damião a encontra chorando e pede que confie nele. Elisa o abraça, chorando, e diz que está cansada de sofrer, e isso vem desde que sua mãe morreu. Florência, furiosa, presencia a cena de Damião e Elisa abraçados.

Acontece no capítulo 19, quinta-feira, 21 de abril

Padre Lupe diz a Damião que Elisa sofreu muito desde que sua mãe faleceu, pois ela tem que enfrentar a indiferença de seu pai e o ódio de Carmen, que a acusa injustamente de ter causado a morte de seu filho. Edmundo visita Carmen e ela tenta seduzi-lo. Por sugestão de Paulo, Florência procura Elisa para desculpar-se por haver sido tão grosseira e para convidá-la para sua festa de compromisso. Elisa a perdoa, mas não acredita que Almerinda aprecie sua presença na festa. Florência diz a Elisa que ela agora é sua amiga e que Almerinda não dirá nada. Edmundo pergunta a Carmen o que vai acontecer com a “relação” deles. Ela responde que nada, porque ambos são casados e precisam ser muito discretos. Augusto exige a Edmundo que lhe diga o que faz no quarto de Carmen. Ambos se surpreendem ao vê-lo. Augusto encontra Edmundo saindo do quarto de Carmen e pergunta o que ele faz ali. Carmen se finge de ofendida e o questiona se ele realmente acredita que eles estavam fazendo algo de mal. Florência diz a Damião que está arrependida pelo ocorrido na noite anterior, por isso pediu perdão a Elisa e a convidou para a festa. Paulo procura Elisa na casa de Branca. Como ela não está, pede a Branca o endereço da casa de Elisa. Branca responde que a afilhada nunca falou sobre ele e, como não o conhece não se sente confortável em fornecer essa informação. Augusto diz a Carmen que ela deve lhe dizer tudo o que ocorre com sua saúde, pois daquele momento em diante vai acompanhá-la sempre em suas visitas ao doutor. Carmen responde que não é necessário, mas o manterá sempre informado sobre tudo. Elisa pergunta ao Doutor o que sua tia Carmen tem. Ele a responde que não pode dar nenhum prognostico até obter os resultados dos exames. Lucio diz a Augusto que Elisa está morando com ele, e que parece terrível que ele tenha expulsado a própria filha de casa, e também que desde a morte de Estefânia ele apenas tratou a filha como uma carga. Augusto, zangado, responde que nem tem certeza se Elisa é sua filha, já que Estefânia e Rogério foram amantes por muitos anos. Lucio então sugere que Augusto faça um exame de DNA. Gael confessa a Elisa seu amor. Ela o diz que também gosta muito dele, mas como um irmão. Augusto pede perdão a Elisa e pede que ela volte a sua casa. Elisa confessa a Paloma que está apaixonada por Damião e morre de ciúmes por saber que ele se casará com outra mulher.

Acontece no capítulo 20, sexta-feira, 22 de abril

Damião se zanga ao ver Paulo na processadora. Augusto, esbofeteia Elisa e a acusa de ter dormido com um homem. Elisa diz que esteve a noite toda no centro de saúde porque seu padrinho estava inconsciente. Augusto pede perdão a Elisa. Ela o perdoa, mas pede que ele jamais volte a esbofeteá-la. Edmundo tenta novamente se justificar com Paloma. Paloma o responde que não precisa lher dar satisfações de sua vida, mas recomenda que ele se cuide, pois Carmen é uma mulher desprezível. Edmundo diz a Augusto que aproveitando que Elisa estava por ali pelo que ocorreu com Lucio, tirou uma amostra de sangue da garota com o argumento de que era necessário para uns testes em Lucio. Carmen diz a Edmundo que o ama, e quer que ele também o demonstre que a ama, falsificando os resultados de paternidade de Augusto e Elisa. Edmundo diz a Carmen que não faltará com sua ética profissional nem por ela, nem por ninguém. Ele afirma que se ela não quer enfrentar Augusto é porque não o ama como diz amar. Carmen responde que Edmundo acaba de perdê-la. Bráulio diz a Damião que Ramiro convenceu Almerinda a despedir Lucio, pois do contrário o senhor seguiria trabalhando. Damião visita Lucio para propor que ele volte ao trabalho na processadora, dizendo o que também é dono, e o apóia. Lucio responde Damião não tem esse direito, pois apesar de ser o dono, não está a par da situação dos trabalhadores, e só desfruta dos ganhos. Carmen procura Ramiro para que ele a ajude a se desfazerem das amostras de sangue de Elisa e Augusto, e em troca o promete outros favores. Ramiro tenta tomar Carmen a força, e a diz que se precisa mesmo de sua ajuda, cobrará o favor adiantado. Carmen o esbofeteia e o diz não precisar dele para nada. Elisa escuta quando Damião diz a Lucio que vai embora porque Almerinda sempre o está determinando o que fazer, e isso o incomoda, e também porque tem medo de se apaixonar por Elisa. Paulo procura Elisa e diz tudo que sente por ela. Elisa o responde que ele está perdendo seu tempo, porque ele não a interessa. Damião diz a Almerinda que não entende porque ela confia tanto em Ramiro Mendonça, que é uma pessoa que não tem respeito nenhum pelos trabalhadores. Almerinda o responde que ele não tem nenhum direito de julgar Ramiro, e que graças a ele a processadora segue funcionando desde a morte de Rogério. Damião se enfurece quando Henrique diz que Elisa estava paquerando Ramiro e Lucio se feriu numa briga por estar enganado, achando que Elisa era vítima de Ramiro. Henrique segue espalhando os boatos de que Elisa já esteve com a maior parte dos homens do povoado. Damião o sacode e pergunta se ela também se meteu com ele. Florência interrompe a discussão e diz a Damião que ele fica como louco quando ouve falar de Elisa. Damião diz a Florência que o chateia que digam tantas mentiras de Elisa, porque a conhece muito bem e sabe que ela não é assim como dizem. Carmen tenta subornar uma enfermeira para que entregue exames falsos de DNA a Augusto. Ela responde que se Carmen não se retirar, irá chamar o segurança. Almerinda tenta fazer um trato com Elisa sem o conhecimento de Augusto, mas ela responde que se seu pai não está de acordo, não há trato.

Comentários