Home > Novelas > “Escrava Mãe”: Loreto cai em uma armadilha

“Escrava Mãe”: Loreto cai em uma armadilha

Juliana decide que não vai abrir mão do amor de Miguel

Em “Escrava Mãe”, Maria Isabel está pasma diante de Juliana, ela desdenha e pega uma das cartas de Miguel e lê em voz alta. Maria Isabel silencia por alguns instantes, até que volta a encarar Juliana.

Na mata, Loreto persegue o Cavaleiro da Mancha até que o captura. Loreto tenta tirar a máscara do Cavaleiro, que se desvencilha rapidamente e foge.

Tia Joaquina chega e vê Juliana impedindo Maria Isabel de levar as cartas. Maria Isabel acusa Juliana de manter contato com Miguel. Juliana pede que Maria Isabel devolva as cartas. Juliana enfrenta Maria Isabel e Tia Joaquina a repreende dizendo que Juliana não deve responder nem provocar Maria Isabel. Juliana diz que não vai mais baixar a cabeça e tampouco abrir mão do amor de Miguel.

Beatrice está dormindo, com a janela aberta. Alguns instantes e Tito Pardo entra. Ele admira Beatrice, cuidadoso. Tito Pardo fecha a janela e cobre Beatrice, olhando-a com carinho.

Na perseguição pela mata, Loreto cai em uma armadilha e fica pendurado de cabeça para baixo. O Capitão do Mato chega e se surpreende ao ver Loreto ali. Ele diz a Loreto que Almeida o pagou para caçar o Cavaleiro da Mancha e tinha colocado uma armadilha. Loreto diz para tirá-lo dali imediatamente.

Juliana está se arrumando para ir para a lida no canavial e Tia Joaquina aparece com umas roupas limpas e novas e diz para ela se trocar. Tia Joaquina explica à Juliana que Almeida deu ordem para ela cuidar de Leôncio, e por isso deve se arrumar melhor, porque ela irá voltar à casa-grande. Juliana assente e pega as roupas. A vila está sendo enfeitada para a festividade. Bandeirinhas, panos coloridos e arranjos de flores nas janelas, algumas escravas já vendem limões, doces e enfeites.